Buscar

#22º de 777 ✅ O PROTESTANTISMO é o CAPITALISMO

SOCIOLOGIA X EVANGELHO


Não tem como pensar em sociologia sem falar de Karl Emil Maximilian Weber, um dos pilares da sociologia. Nesse grau vamos abordar um pouquinho sobre seu livro, seu principal material intitulado: ‘A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo’, esse livro fornece uma explicação sobre o que é o capitalismo e como surgiu. É uma visão alternativa diferente de Karl Marx.


O que é o “capitalismo” para Max Weber?


Para ele não é busca de lucro, capitalismo é racionalização da sociedade. E segundo o ponto de vista de Weber o importante do capitalismo, é saber quando e como ele surgiu.


Qual é a ética capitalista?


Todos conhecem de Benjamin Franklin “Times is Money”(Tempo é Dinheiro). Nessa frase célebre está inserido todo pensamento capitalista, toda ideologia capitalista. Weber nota uma correlação entre protestantismo que gera capitalismo, e fez uma relação entre os primeiros grandes países capitalistas do mundo por exemplo: EUA, Inglaterra, Holanda, e notou que eles eram predominantemente protestante calvinistas.


Weber afirma que: “Calvinismo gera protestantismo que gera capitalismo; o espírito capitalista”. Basicamente a essência calvinista é a predestinação, porque eles dizem que o nosso destino de ir para o céu ou para o inferno, salvo ou perdido, já está predestinado, sendo assim, muitos pensamentos calvinistas, vão dizer que o sucesso do trabalho e a resistência ao pecado, provam que você é um salvo, um eleito...


Então, o calvinista vai agir em que sentido? Sempre no sentido de buscar o sucesso, o lucro, a Teologia da Prosperidade, ou seja, ele vai descobrir que é escolhido de DEUS através do seu sucesso. Daí surge à ideia da pessoa acumular dinheiro para não gastar, para reinvestir, e a valorização do trabalho. O trabalho era visto pela nobreza de forma negativa, a nobreza valorizava o ócio, ao passo que esses grupos protestantes calvinistas valorizavam o negócio. Em 1500 a 1540 quem dominava? O catolicismo e a nobreza que valorizava o ócio. Surge então o movimento protestante que gera o capitalismo com a visão de negócio.


Qual é a ética protestante?


A ética da valorização da poupança, do reinvestimento do trabalho, de não gastar com o luxo, tudo isso geraria a ética capitalista, o espírito capitalista, que por fim gera o próprio capitalismo. As consequências econômicas sociais de todo esse processo são analisadas no último capítulo do livro chamada de “Ascese e capitalismo”. Nesse capítulo Weber fala sobre essas modificações e a relação da religiosidade com a riqueza. Nunca a riqueza tinha sido vista de forma tão positiva e veio a partir de Reforma Protestante, que contribui muito para formar o moderno homem, “homem de negócios”.


O espírito profissional dos tempos modernos tem sua raiz na moral religiosa puritana. Em outros termos, apesar de estar atualmente apagada, a motivação religiosa está por detrás do impulso aquisitivo que está na base da conduta capitalista.


Ao analisarmos ‘I Timóteo 6’ onde o Apóstolo Paulo dá conselhos ao futuro jovem ancião Timóteo, dizendo:


'Versículo 6': “Mas é grande ganho a piedade, o contentamento”...


Só vale a piedade quando estamos contentes, quando estamos satisfeitos, quando não somos ambiciosos, materialistas e capitalistas. Segundo a Luz das Escrituras João Calvino e suas sociedades secretas, e seu espírito de negócio, está absolutamente equivocado, ele e todo protestantismo.


E achar que a Teologia da Prosperidade surgiu a partir dos neopentecostais é um pensamento equivocado. Nada começou agora com esses mercenários neopentecostais, 'João 10.10', nem com os da autoajuda best sellers dos EUA. Tudo começou no protestantismo.


'Versículo 7':“Porque nada trouxemos para esse mundo, e manifesto é que nada podemos levar dele, tendo porém sustento e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes”.


'Versículo 8': “Mas os que querem ser ‘materialistas’, ricos, caem em tentação, em laço, em muitas concupiscências loucas, nocivas, e submergem os homens na perdição e na ruína, porque o amor do dinheiro “Mamom” é a raiz de todos os males e muitos se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores”.


Mas aos que não são calvinistas, protestantes, que não são do negócio, nem do ócio cabe seguir;


'Versículo 11': “Mas tu, ó homens e mulheres de DEUS fujam destas coisas, segue a justiça, a piedade, a fé, a caridade, a paciência, a mansidão”.


Vemos nesses versículos de ‘I Timóteo 6’ absolutamente o oposto do que é praticado hoje. Isso é tão terrível, porque o catolicismo pregava e cultuava o ócio, e vem o protestantismo para reformar ‘entre aspas’, e prega e cultua o negócio, pior que o caráter do ócio...


Sendo assim depois de estudarmos o assunto podemos concluir que de fato; o protestantismo é o próprio capitalismo...


© 2020, by AKEL, fundador da Filosofia EX, since 2012.