Buscar

#130º de 777 ✅ IRMÃO é um ERRO, VIRGEM MARIA NÃO...

Atualizado: 11 de Set de 2018


O termo PASTOR está ligado a Pastoral, ao guia, ao alimentador, ao que desenvolve dons cuidando de pessoas, que é a PASTORAL... O termo PADRE é quase a mesma coisa, significa "pai, paternalidade", mas não com a visão de hierarquia, como a religião faz, mas simplesmente na linguagem metafórica da aplicação dos dons. O mesmo se dá para o termo OVELHA e tudo isso perpassa pelo CONFIARE, e do CONFIARE de ovelha a ovelha nós temos a dualidade Bem e Mal.


Se todos soubessem o que significa IRMÃO...


REVELARE

DEUS é um Delta, o BEM e o MAL é a DUALIDADE da “Base”, no Arquétipo, no Topo... Em “Essência” ELE não é, nem BEM, nem MAL, a essência de DEUS é BOA... O CRIADOR está acima do BEM e do MAL...


Você já imaginou se existisse o BEM e não o MAL? Nós não iríamos saber o que era o BEM... Já imaginou se só existisse o MAL como paradigma e não houvesse alternativa, ou BEM? Nós só conhecemos o que é BEM, porque existe o MAL... Nós só queremos DEUS porque existe Diabo; nós só queremos paz, porque existe depressão, estresse, angústia, ansiedade; é porque existe as “Virtudes do Mal” que nós queremos o que é BOM, e quem é do MAL não faz essa escolha.


QUAL A ORIGEM DA PALAVRA IRMÃO?


No idioma francês “FRÉRE” (FRÉRR) e italiano “FRATÉLO”


GRANDE ERRO


IRMÃO, IRMÃ e IRMANDADE, que falamos hoje, veio do latim GERMANUS, que quer dizer “VERDADEIRO”. Porque eles diziam FRÁTER GERMANUS para o filho do mesmo pai e mesma mãe.


Com o tempo e as influências dos alemães na Europa, com a perda da influência do latim, e a influência asquenaz da Europa, foi tirando a necessidade de falar essa expressão... Daí vem o termo espanhol HERMANO até chegarmos na palavra IRMÃO. Com o passar dos anos as pessoas acabaram utilizando a expressão IRMÃO e IRMÃ...


Os irmãos não verdadeiros” eram chamados de PRIMUS primeiro consobrinho”. Os herméticos sabendo disso, e a alta cúpula católica também, escondem a verdades do povo para o Bem ou Mal; falam Fráter, Fraternidade, Frei, Frade, Freira, Sóror, mas ainda usam irmão e irmandade.


Vocês que são da FILOSOFIA EX, usem as palavras corretamente e ensinem as pessoas...


Portanto a pessoa que quer a ‘verdade’ é um IRMÃO. Quando você for chamar alguém com a virtude de VERDADEIRO pode dizer: “Você é um irmão”... Quando você descobrir que uma pessoa não é da mentira, não é da falsidade, quando conhecer o caráter e a moral de uma pessoa, pode chama-la de IRMÃO... IRMÃO não é título, é sinônimo de VERDADEIRO...


FRÁTER significa, “aquele que tem o mesmo pai e a mesma mãe”. E quem é o nosso PAI? O ABSOLUTO... E quem é nossa MÃE? A SOPHIE, a Sabedoria de DEUS...


Em alguns grupos as IRMÃS-SORÓS são chamadas de “CUNHADAS”. OUTRO ERRO do tempo, pois cunhado vem de COGNATUS que quer dizer “parente de sangue”. Quando na verdade, não são de sangue deveriam ser “AFFIS”, parente por aliança, por casamento...


FRADE e FREI vieram da mesma raiz latina FRÁTER que realmente significa IRMÃO, mas não é irmão no sentido de “verdadeiro”, mas irmão no sentido de ter o mesmo pai e a mesma mãe... Mas você só conhece que uma pessoa tem o seu PAI se ela é do BEM... Porque a Escritura diz que aquele que faz o BEM tem DEUS por PAI... E aquele que gosta da mentira tem o Diabo como pai... Então quem gosta do outro lado da DUALIDADE, quem escolhe e se apetece para o MAL, que tem a mentira em sua vida e não é verdadeiro, revela não ser um irmão, porque irmão significa verdadeiro, essa pessoa é das Trevas, da mentira... Quem é hipócrita não é irmão, mas quem é da “Verdade” é um IRMÃO GERMANUS, é um FRÁTER.


COMO ESSE ERRO COMEÇOU...


Com a fragmentação do Império Romano no Século V d.C, as províncias agora convertidas em reinos autônomos, perderam o contato mais íntimo com Roma, e a linguagem passou a involuir ao invés de manter ou evoluir, sendo a língua neolatina que falamos hoje.


GERMANUS era antigamente “aliado de verdade” ou “amigo de verdade”.


Hoje, existe outro erro, graças aos títulos católicos, que à partir da Idade Média, foram os únicos a usarem estes termos, por conhecerem a verdade... Mas por também criarem a intitularização. Hoje, Frei e Sóror são títulos religiosos, isto é, exigem o nome depois.


Exemplo: “Fráter AKEL”, quando poderíamos dizer apenas “Fráter”... Não deve ser compulsório, ou seja, como uma obrigação, senão passa a ser um título.


O mesmo para DOM AKEL em latim, DOMUS o DOMINUS. O título DOM, usado para os reis da Península Ibérica e os Imperadores do Brasil, bem como para certas categorias eclesiásticas, vem da mesma raiz “DOMUS”. Em espanhol e italiano, DON é uma manifestação de respeito.


DOM e DONA, então também significa cumprimento de respeito equivalente a SENHOR e SENHORA, a mesma origem de DONO. Há necessidade de títulos? Não. Mas não há nenhum problema de falar aqui ou acolá.


O diminutivo aceito culto de “SÓROR” para mulheres, é “SÓR”.... SÓROR ou SÓR. É a verdadeira “irmã, companheira, parente”. Da mesma raiz surgiu o termo feminista atual – SORORIDADE, que é a união e aliança entre mulheres, baseado na empatia e companheirismo, em busca de alcançar objetivos em comum. ‘Sinergia’ feminina para o bem, ou mal.



REVELARE: OS IRMÃOS DE JESUS


Ninguém sabe ao certo, pois o tempo nos fez distanciar da verdade, e nem sempre é possível voltar ao original para encontrar a verdade.


Veja “irmãos” vem de “ADELFOI” ou “ADELFÓS” em grego, e o equivalente hebraico deixam dúvidas, pois irmãos e primos vinham da mesma raiz. Quando o irmão era só por parte de pai, usava-se ADELFÓS a mesma raiz. No hebraico-aramaico. O termo não significa só irmão, mas todo o grau de afetividade ou parentesco.


Podemos sim acreditar que JESUS teve irmãos “Fraters e até Sórors”, e portanto Maria não permaneceu virgem, mas devemos respeitar os que pensam diferente, elegantemente com cultura, pois a raiz possibilita os dois. “Marcos 3.31-35” A mãe de JESUS, os seus “irmãos e irmãs” vem encontrar ELE. Aqui pode ler-se PRIMUS ou FRATERS impossível ter certeza.


“Gálatas 1.19” É lembrada a visita do Apóstolo Paulo a Jerusalém onde, além de Cefas, encontrou Tiago, o irmão do SENHOR. Aqui pode ser irmão ou primo também, em todos os casos.


Etimologicamente ADELFÓS significa CO-UTERINO, ou seja, FILHO da MESMA MÃE.


Eu AKEL, creio por muitos estudos e dons, que JESUS tinha FRATERS e SÓRORS.


Veja, “Lucas 2.7” fala que Maria deu à luz ao seu “filho primogênito”, se Maria não tivesse tido outros filhos o autor Lucas teria usado o termo “unigênito”... Mas isso não é regra, pois os judeus até hoje chamam filho 'unigênito' também de 'primogênito' mesmo sendo filho único.



REVELARE

“Marcos 3.21 e João 7.5”. Afirmam que os irmãos não tinham fé no próprio fráter IESUS CHRISTUS!


Isso é tão grave, que agora tem um ‘bíblia’ com pedra nas mãos... Mas o que eles não sabem é que os pais dos evangélicos Lutero e Calvino, mantiveram mesmo depois da Reforma a crença na “virgindade de Maria”, ou seja, até aqueles que reformaram a ICAR, morreram acreditando que Maria não teve outros filhos e que JESUS não teve irmãos.


Só passaram a colocar irmãos para JESUS em 1906, através dos pentecostais.


Essa é uma grande arma nas suas mãos para você sentar com um católico da sua família e dizer: “Me perdoe todas as vezes que eu discuti esse assunto! Porque ninguém sabe ao certo se JESUS tinha irmão ou irmã, e está mais para ELE não ter tido, mas se teve não tem nenhum problema”. “E me perdoe pelas vezes que eu julguei a santa mãe de Deus, como ‘Virgem Maria’ porque não há nenhum problema em chama-la de virgem”... Agora, é claro, há grandes problemas com dogmas, liturgias, rezas vãs, amuletos e indulgências, com toda essa religiosidade que não tem valor nenhum... Mas veja que nessa discussão ninguém está certo.


E o grande motivo para saber sobre essa questão, é porque isso elastifica a consciência, é o certo... Porque é exatamente essa penumbra que acontece em uma mente presa pelo sistema, ela não pensa, só aceita... Vocês preferem a verdade ou a mentira?




Vídeo Complementar:

NÃO BANALIZE "IRMÃO" OU "IRMÃ"



© 2020, by AKEL, fundador da Filosofia EX, since 2012.