#71º de 777 ✅ Ser DEUS, Ser DIABO

Atualizado: 14 de Jul de 2018


Quando criança nos perguntamos: O que vou SER quando crescer? É na adolescência, ao sairmos da inocência para a consciência, ainda na tenra idade, na transição da vida, que começamos a fazer o uso da razão, e as primeiras 'escolhas bifásicas' da vida. Porque sempre haverá uma bifurcação, uma 'biescolha', e é na adolescência que ela se revela. Então não se pergunta mais o que SER, quando crescer, porque agora já sou, estou crescendo, já cresci...


Agora a pergunta é: Quanto eu vou SER? Como SEREI? O ‘status’ é importante para mim, ou não? A vaidade, o ego aflora, brotam, se revelam dentro de nós, e nós nos conhecemos na adolescência. É na juventude que nos conhecemos, e temos que vencer nosso “diabo” pela primeira vez. Nos deparamos com alguém dentro de nós, que fala conosco a todo momento...


O que existe na verdade são DOIS CAMINHOS na biescolha da vida: “DEUS” ou “diabo”. Norteados por algo chamado ALMA, que não diferem muito do psique da alma, da consciência. Então temos a consciência que vai nortear ou determinar “DEUS e diabo”, em nós... Na bifase da vida, a pessoa escolhe um ou outro, durante toda a vida.


Depois da adolescência, quando chegamos na juventude, que deixamos de ser bebê, ovo, lagarta, que entramos na fase adulta onde passamos a ser crisálida, casulo, e depois passamos a voar como borboleta... Ao chegarmos à fase adulta, nós vamos para a grande filosofia de todos que diz: SER OU NÃO? Eis a questão...


No Delta TER, SER e PODER, o “SER” é o mais importante, e mais difícil de ser vencido.


No sistema existe uma tríade “DEUS, diabo e homem”. Mas não ensinam que o diabo está no mundo, porque o homem é o diabo, quando escolhe ser o MAL. DEUS é quem dá esse poder, no LIVRE ARBÍTRIO, onde o homem é árbitro de si mesmo, é ele quem decide, se quer ser diabo ou DEUS.



MAS DEUS TAMBÉM É TER, SER E PODER


O "SER", o ego, eu sou alguma coisa, mas desde que o SER, EU SOU, seja para ajudar as pessoas. SER é o mais difícil a ser vencido, por isso é tão difícil ser grato, citar fontes, e dizer aprendi com o EQUI, mesmo saindo do EQUI, sendo grato pela passagem, embora devesse ficar unido para sempre.


É o SER que dá o TER e o PODER. Sem SER alguma coisa, a pessoa não pode TER, nem PODER.


Mas desde que o "TER" seja para ajudar as pessoas, EU TENHO para ajudar, EU POSSO, EU TENHO PODER e AUTORIDADE, mas não é para dominar ninguém, sem nicolaísmo, mas para ajudar pessoas como diz ‘I Pedro 5’.


Quando a pessoa na biescolha da vida, escolhe ser “diabo”, está escolhendo as TREVAS, ser ignorante, ser tola, o mal, a perdição, como árbitro da sua vida ela mostra para o CRIADOR que não merece existir.



Quando alguém aprende sobre a AMBIGUIDADE de DEUS, que ELE É, LUZ e TREVAS, BEM e MAL. DEUS é LUZ para quem é LUZ e TREVAS para quem é TREVAS. Essa pessoa compreende que “DEUS e diabo” se trata da mesma pessoa, dentro dos 7 dias do crivo, e que a essência DELE é BOA.


Você decide ser sincero ou desonesto, falso ou verdadeiro. Porque DEUS se corporifica, personifica, se materializa no homem e na mulher que escolhe DEUS ou diabo. Mas existe um crivo para as pessoas que escolhem o lado Mal de DEUS, o adversário do BEM, o “diabo”. Tudo que cultua Mamom, a matéria, o dinheiro, o TER, SER e PODER, é do diabo. A pessoa que é materialista, calvinista, da ‘teologia da prosperidade’ , ela é do diabo, e é um diabo. Mas aquele que é desmaterializado, que busca as coisas do ESPÍRITO, é espiritual, é uma pessoa de DEUS, ela é o próprio DEUS.



DEUS está em toda matéria em todas as coisas.*


Se TER é ser diabo, NÃO TER é ser DEUS, e aquela pessoa que não tem, é uma pessoa que COMPARTILHA os bens, não retrai ou contrai, não acumula, mas espalha. Como diz ‘II Coríntios 9’ "espalhou e deu aos pobres"...


Se PODER é ser diabo, NÃO PODER é ser Deus, não poder é SERVIR. ‘I Pedro 5’


Se SER é ser diabo, ego, vaidade, soberba, ambição, querer acumular bens na terra, e quem NÃO É... É DEUS, e é de DEUS...


Então eu não devo ser, se eu não sou, afirmo que DEUS É, porque ELE É O “EU SOU”, se eu digo: “eu sou”, estou tirando o lugar de DEUS.


É isso que as faculdades tentam fazer, tiram DEUS dê tudo, e coloca a ciência de Platão, Aristóteles, Sócrates. Quem são esses homens? A não ser micro iluminados de alguma ciência... Quando o ser humano tem a ciência, de que não é nada, sabendo muito ou só sabendo alguma coisa, mas tudo que ele sabe é nada, é ínfimo, diante da grandeza do EU SOU, diante do que realmente existe e é, então essa pessoa é DEUS.


Quanto mais a pessoa diz, não somente com palavras, mas com ações: ELE É. DEUS é na vida dela. É por isso que o Apóstolo Pedro escreveu: "humilhai-vos diante da potente mão de Deus e ele vos exaltará" 'I Pedro 5.6'


O mundo que é do crivo, que é o mal, nos diz para SERMOS, nos livros de autoajuda, nos best-sellers, nos filmes, as letras das músicas, elas dizem para a pessoa SER, a faculdade, os pais alienados pelo sistema, os mentores do mundo, as referências; todos eles dizem para SER alguma coisa, porque o SER te dá o TER, te dá o PODER, e em meio a tudo isso, temos que compartilhar, partir, servir, e se humilhar, reconhecendo que não somos nada, só assim seremos DEUS, na biescolha, na bifase da vida, se quisermos ser DEUS e merecermos existir no final, precisamos vencer o crivo.


Quando encerrarmos os nossos dias, quando vier a morte, o acordar, quando chegarmos naquele grande dia do juízo. DEUS vai receber o nosso espírito, nele vai estar registrado todas as informações de quantas vezes nas bifases da vida, escolhemos ser Deus ou diabo. Predominantemente se tivermos escolhido, ser mais DEUS que diabo, provaremos para ELE que merecemos existir, isto é, o que chamamos de salvação ou perdição, existir ou inexistir...



Portanto você decide a biescolha: SER DEUS ou SER DIABO? Eis a questão...


*QUEM CRIOU DEUS



© 2020, by AKEL, fundador da Filosofia EX, since 2012.