Buscar

#9º de 777 ✅ NÃO existe BENÇÃO ou MALDIÇÃO. Existe GRAÇA

Atualizado: 2 de Abr de 2018

Eu não queria tocar profundamente em assuntos como Trindade, Benção, Batismo… Porque se eu tinha a concepção de que batismo era o que é hoje… Então pensei… Para que tocar nesse assunto? Deixe as pessoas que se batizem... Mas você entra em colapso ao imaginar que está trilhando os mesmos passos do sistema religioso. Afinal não estarei falando a verdade para as pessoas.


Você perde pessoas quando 'desmistifica', perde quando se fala a verdade. A verdade é duríssima e até melancólica. Porque ela tira falsas esperanças injetadas pelo sistema do mundo.


A palavra 'BENÇÃO' vem do hebraico, vem de uma raiz que significa ajoelhar, abençoar, exaltar, agradecer, felicitar, saudar. Tanto no hebraico quanto no grego (eulógia) apresenta um sentindo de concessão de alguma coisa. Nos dicionários consta como ação de benzer, favor divino, 'GRAÇA'. (Vide Wikipédia)


O assunto benção é intocável… A ideia de 'Benção Velho Testamentária' é tão viva quanto o dízimo, templo, quanto tudo. Mas quando vemos na raiz, no radical de 'Benção' que equivale a 'Graça' nós temos então uma revelação e um entendimento extraordinário...


Porque o SENHOR morreu na cruz O próprio DEUS em carne, para nos dar “A Benção”, o SENHOR trouxe para nós “A Benção”. A Graça já existia, sempre existiu, mas existia assim como o seu ESPÍRITO, como a Arca da Aliança em manifestações esporádicas, específicas e efêmeras.


Com o SENHOR morrendo em carne por nós, ELE trouxe e se fez 'Benção' para que não tivéssemos mais 'Maldição'. E a maldição da cruz de ‘Gálatas 3.13’ se esvaziou.


A Benção que se trata no Novo Testamento é a Benção da Graça, que muitas vezes veio de outro radical e foi colocada em traduções como benção. Os padres preferiram ‘Benção à Graça’ num processo sorrateiro, para tentar incluir a benção mesmo depois da morte de JESUS, a fim de que as pessoas acreditem que ainda há o ‘abençoar e o amaldiçoar’, num processo vicioso de servir uma religião até o fim.


Porque se alguém entende a Graça, essa Benção da Salvação do Sangue de JESUS, fica evidente que não precisa mais de mãos abençoando ou amaldiçoando.


A morte de JESUS é a “Benção que venceu a Maldição". É a Graça que invalida qualquer sacerdotalismo, qualquer imposição humana, qualquer medo de maldição. A morte de JESUS invalidou por completo a ‘Benção Passageira’ e nos deu a ‘Benção Permanente’, perpétua até sua volta.



Isso é Graça... Isso é Evangelho...



© 2020, by AKEL, fundador da Filosofia EX, since 2012.