Buscar

#40º de 777 ✅ ARREBATAMENTO JESUÍTA do JOIO

Para darmos continuação ao estudo sobre o arrebatamento, que iniciou no grau anterior vamos escrutinar um dos ensinamentos de JESUS. ELE sempre fazia uso de parábolas para ensinar. No capítulo 13 do livro de Mateus, depois de contar uma parábola sobre a produção das sementes que caem em boa terra, fora aquelas que são arrancadas, relatando que uma deu fruto: um a 100, outro a 60 e outro a 30. ELE continua o ensino:


MATEUS 13.24-30


24 – Propôs lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo; JESUS falou muito sobre o Seu Reino.


25 – Mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se. Uma alegoria extraordinária da fisicalidade, ou até metafisicalidade de Satanás, para aqueles que acham que Satanás é tipológico.


26 – E quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio.


27 – E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu no teu campo boa semente? Por que tem então joio?


28 – E ele lhes disse: um inimigo é quem fez isso. Em todas as suas parábolas JESUS falava sobre coisas que os ouvintes conheciam. ELE citava algum lugar físico, alguma prática, situação, algo que fosse peculiar naquele tempo, dentro do contexto e cultura daquela época. E eles entendiam muito bem o que ELE estava falando, usando parábolas contextuais e atuais para aquele tempo.


Quando ELE relata esse tipo de comportamento inimigo, é porque era comum naqueles dias. Aqueles que tinham qualquer tipo de plantação, principalmente de trigo, porque a base da alimentação dos judeus durante muitos milênios foi pão asmo, vinho, além das ervas e cordeiro.


E o produtor de trigo quando tinha inimizade com alguém; haja visto que sempre tem um invejoso, que vê uma produção de trigo farta, e quer minar, acabar ela. Sendo assim, o invejoso do lado mandava lá seus capatazes de noite, para entrarem na plantação e semearem o joio a fim de prejudicar, causar dano, tudo por inveja. Então JESUS usou uma situação que eles conheciam, para ilustrar esse entendimento.


Queres pois que vamos arrancá-lo? Dentro do ensino sobre a volta de JESUS, é o mesmo que dizer; O SENHOR quer que nós façamos o arrebatamento, o rapto da Igreja, que é tirar a Igreja do mundo?


29 - Ele, porém lhes disse: Não. Arrebatamento não, para que ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele. Então, não é possível arrebatamento.


30 - Deixai crescer ambos juntos até a ceifa. Alguém vai dizer sim AKEL, até a ceifa, até Sua Vinda, exato, mas como? e, por ocasião da ceifa quando tudo estiver pronto, a seara estiver madura, direi aos ceifeiros: que são os anjos; colhei primeiro o joio. Colher primeiro os salvos? O quem vem antes? O arrebatamento dos salvos pré-tribulacionista? Não.


...e atai-o em molhos para o queimar. Veja bem, o inferno não existe. Não do modo como o sistema religioso ensina, principalmente os evangélicos. Então primeiro vem à colheita do joio. O SENHOR vem para Juízo como diz ‘Malaquias 3’. ‘Sabão dos Lavandeiros’; ‘Fogo do Ourives’; ‘Anjo do Concerto’. ELE vem velozmente e com juízo sobre aqueles que defraudam os trabalhadores, esta lá aquela lista ampla de ‘Malaquias 3’. Mas, o trigo, que são salvos, a Igreja, ajuntai-o no meu celeiro. Na Nova Jerusalém, na Nova Terra, no Milênio, primeiramente, depois no Novo Céu e Nova Terra. Nova Jerusalém descida do céu.


...colhei primeiro o joio. Observe a ênfase “primeiro” o joio. Nesse caso se tiver vinda parte A e B, tem dois trigos. Mas, nós sabemos que não tem dois trigos. As pessoas caem contradição, e criam-se a discussão se haverá uma nova chance ou não. Em algumas denominações existem até aquela retórica pentecostal. “É melhor você subir no arrebatamento porque depois não temos certeza se terá salvação”.


Eu pergunto: Quem são esses como areia da praia? De onde vem? Esses são os que vem da G.T. Daí eu pergunto: Judeus como areia da praia? Obviamente que não



A ORIGEM DA DOUTRINA O ARREBATAMENTO


Agora vamos mais a fundo no assunto do arrebatamento, e para descobrir de onde veio o arrebatamento. É necessário entender a origem dessa doutrina. Porque aquilo que não se entende, não se segue. Portanto se faz necessário compreender a verdade para segui-lá.


Tudo começou com um cidadão chamado ‘Francisco Ribera’, ele não era só católico, ele fazia parte da mesma ordem e sociedade que o papa atual Francisco. Pertencia a ‘Sociedade dos Jesuítas’ que fora levantada para combater a Reforma Protestante. E os líderes dessa sociedade são os pais da Contra-Reforma.


Francisco Ribera viveu de 1537 a 1591, foi padre jesuíta espanhol do movimento Contra Reforma. Ele é o autor da doutrina do arrebatamento. Os jesuítas eram de altas sociedades secretas, geralmente ligados aos Templários; Novos Templários; Rosa Cruz ou Opus Dei. A maioria dos jesuítas são muitos comprometidos com a Nova Ordem Mundial, tanto que existe no YouTube o vídeo “O papa Francisco”, de Olavo de Carvalho, que como católico, vai dizer claramente que o papa atual é do mal, do inimigo, nem os católicos reconhecem ele, porque está a serviço da Nova Ordem Mundial, do império da nova pátria que vem por aí.


Como eu tenho vaticinado, logo depois de uma Terceira Guerra Mundial haverá a implementação da ordem; primeiro o caos.


Bem no período da eclosão da Reforma Protestante com Lutero; Francisco Ribera criou essa doutrina do arrebatamento pré-tribulacionista, e isso ficou três séculos, ou seja, trezentos anos pelo menos arquivada. E a ideologia dessa doutrina é afirmar, que a Igreja não passaria pela G.T, que seria livrada. Mas como tenho ensinado ‘Tudo é motivação’. Ele criou essa ideia para que a Contra Reforma a usasse para combater as ideias de Lutero.


E luteranos, puritanos, anglicanos, batistas, nunca acreditaram no arrebatamento, na sua eclosão, a eclosão do protestantismo. Eles só passaram a acreditar mais tarde a partir de 1830.


Primeiro: Essa doutrina ficou três séculos arquivada, e a partir de 1550 para frente chegando no ano de 1800 até 1866, e de 1826 a 1866 um homem chamado Samuel Roffey Maitland, que era apenas um bibliotecário, teve acesso a esses arquivos de Francisco Ribera, e foi ele a pessoa que desarquivou esse estudo pré-tribulacionista. Ele pega esse estudo e começa a divulgar, faz um panfleto, e distribui, promovendo essa ideia.


Mais tarde surge Margareth McDonald, como mostrei no grau anterior. Essa jovem teve alucinações, visões, sobre a Igreja sendo raptada. Parece muito com as moças que tiveram visões e deram origem ao kardecismo. Então, só a partir de 1830 é que surge John Nelson Darby que vai de fato trazer essa doutrina para os protestantes e implementar no adventismo, e mais tarde no pentecostalismo; a ideia que virou febre, a ideia do ‘arrebatamento’ do ‘rapto’, palavra essa criada por eles próprios.


As Bíblias começam a trazer no rodapé esse entendimento, porque na própria Bíblia não tem base para isso. E pegando versículos aleatoriamente de Tessalonicenses, Apocalipse, I Coríntios 15... Fizeram uma grande mistura, chegando nesse entendimento.


Talvez Margareth McDonald tivesse conhecimento do que Francisco Ribera falou, ou foi paga para trazer essa revelação, ou teve suas alucinações pautadas por si ou pelo demônio. Eu nunca vi alucinações trazerem algo de bom para o Evangelho...


E John Nelson Darby obviamente ligado e comprometido com a visão de Francisco Ribera, dá continuidade a esse ensinamento. Por mais respeito que você do sistema possa ter por Darby, saiba que ele era um pastor maçom. E o problema em questão não é a sua ligação com a maçonaria, mas com a ideologia jesuíta, e dentro do próprio sistema protestante, trazendo algo que foi criado contra a Reforma. Para despregar o que Lutero e tantos outros padre como Knox e mais tarde Calvino traziam; sendo que Lutero morreu católico.


Então essa doutrina começa com Francisco Ribera, em seguida é divulgada por Samuel Roffey Maitland, chegando em Margareth McDonald e Darby que a traz para os ‘evangélicos’, assim conhecidos hoje. Doutrina que vai contra o que JESUS ensinou.


Quando JESUS diz: “um será tirado, outro será deixado”; “assim como nos dias de Noé” nos traz a pergunta: Quem será tirado? Nos dias de Noé a água levou a todos; todos quem? Então JESUS vem como? Vem para o ‘Juízo’. E tirado é o joio, deixado é o trigo. É o trigo que entra no celeiro.


Então, se existe algum rapto ou arrebatamento, é o do joio que é lançado no Geena, no fogo.


De modo que não queira você subir. Porque o que subir, vai para o fogo. E não queira fogo também. “Eu quero batismo com fogo!” Não queira. Batismo com fogo é o batismo do Juízo.

Quem é tirado? Qual é o arrebatamento? É o arrebatamento dos infiéis dos perdidos, não dos salvos



Segundo: Arrebatamento é a ressurreição. Que é entendia como arrebatamento. Os que estiverem mortos ressuscitaram primeiro e os vivos terão seus corpos transformados, para que ninguém fique com corpo desigual. E com corpos transformados iremos para as Bodas do Cordeiro. Todo mundo quer ver e abraçar JESUS na Grande Ceia, nas Bodas, na Grande Festa. Vamos selar essa união, a Igreja venceu, e agora se encontra com seu Noivo, e é servida pelo Noivo...


Se houver arrebatamento, é nos que estivermos no Brasil, com pessoas do EUA, da Europa, Japão, do mundo inteiro, de repente todos nós seremos transladados, como Felipe ‘Atos 8’ o espírito o levou, como no caso de Elias subindo numa carruagem de fogo. Seremos transportados metafisicamente para Jerusalém o local das Bodas do Cordeiro. Exatamente ali onde em ‘Atos 1’ anjos em forma de homem dissera: “ Do mesmo modo que O viste subir, ELE voltará”.


A Volta de JESUS se dará visivelmente.


Depois de vermos onde surgiu essa doutrina, agora vamos estudar a Bíblia, o Livro de Referências para que você aprenda, e saiba refutar e ensinar aqueles que não conhecem essas verdades.



MATEUS 24.21,22


Porque haverá então grande aflição, Grande Tribulação, como nunca houve desde o principio do mundo até agora, nem tampouco há de haver.


E se aqueles dias não fossem abreviados. Não vai chegar sete anos, porque se chegasse não se salvaria ninguém, vai ser quase sete anos... nenhuma carne se salvaria: mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias. JESUS não está dizendo que é antes da G.T que os escolhidos serão salvos. Mas, ELE está dizendo que a salvação se daria por conta da abreviação, se houvesse arrebatamento não haveria necessidade de abreviar os dias.


Então fica claro, que o SENHOR nos guardará como guardou Israel, só que perdas nós teremos. Israel ia para as guerras e muitos morriam, mas venciam, muitos vão morrer por esta causa como morrem hoje. 150 mil cristãos são assassinados por ano, a maioria são pelos estados islâmicos, árabes , muçulmanos fanáticos, radicais. Dá para entender que o grupo mais perseguido do mundo são os cristãos?


E você ainda acha que você é superprotegido, especial, crente, cheio do SENHOR e que ELE o guardará, o privilegiará, você não vai para a G.T, mas, 150 mil são assassinados todos os anos porque são inferiores a você?



LUCAS 21.26-28


Ora quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai as vossas cabeças... Porque foi assim que eles olharam em ‘Atos 1’, quando JESUS estava subindo e foi encoberto por uma nuvem, eles ficaram olhando para cima.


Entende-se então que depois que essas coisas do versículo 26 acontecerem, do bramido do mar, depois dos acontecimentos, da natureza que se voltará contra o homem, e os homens também usarão de suas armas, e eles próprios destruirão a Terra, a vossa redenção está próxima.


E quando estas coisas começarem a acontecer... Porque elas vão começar acontecer, nós vamos olhar para cima e imaginar: estamos na G.T. E se estamos na G.T nossa redenção está próxima. Está claro esse texto...



MATEUS 13.47-51


Nesse capítulo de Mateus, JESUS uma hora compara Seu povo com bodes e ovelhas, outra com joio e trigo, compara com peixes e pescaria, seja qual for à parábola, haverá uma única separação no final. Logo depois do Juízo, vem à fornalha, não existe duas separações.


A separação já é quando o Juiz determina, que os anjos apliquem a sentença jogando os perdidos no Geena. Aonde aqueles que não optaram ter o SENHOR como Salvador, passarão uma eternidade.



JOÃO 6.39, 44, 54


Mas, que ressuscite no último dia, arrebatamento é a ressurreição no último dia. E eu o ressuscitarei no último dia. E eu o ressuscitarei sete anos antes da minha segunda vinda, do julgamento, e eu o ressuscitarei antes da G.T e eu o guardarei antes; é isso que JESUS está ensinando? Não, é no ‘último dia’.



JOÃO 12.48


Quem me rejeitar a mim, e não receber as minhas palavras, já tem quem o julgue; a palavra que tenho pregado, essa o há de julgar no último dia. Que dia? Ultimo dia...



JOÃO 11.24


Disse-lhe Marta: Eu sei que há de ressuscitar na ressurreição do último dia. Até Marta sabia que era no último dia. Se houver algum arrebatamento na Volta de JESUS, será para que nós todos possamos ganhar um novo corpo e irmos para as bodas, para o julgamento das obras.



2ª PEDRO 3.10-13


Mas o dia do SENHOR virá como o ladrão de noite; Isso é muito usado pelo sistema para afirmar a ideia do rapto secreto, eles dizem: “porque é num abrir e fechar de olhos, ninguém vai ver, vão ficar só as roupas”, haverá os ‘deixados para trás’... Não, isso é não é verdade. No qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a Terra, e as obras que nela há se queimarão.


Nessa comparação “como ladrão” se entende, que serão feitos imediatamente Novos Céus e Nova Terra, e nós iremos todos para Jerusalém para as Bodas do Cordeiro. Entende se que ELE já volta implementando mil anos, o sábado, o ‘Shabat’, o Seu descanso, foram seis mil anos. Dá para entender que ELE vem como ladrão, porque por mais que saibamos, que estamos no meio da G.T, não sabemos dia e hora que ele aparecerá.


Nós podemos até imaginar... Nós estamos no sexto ano da G.T. Então o seu dia como ladrão de noite, vai mudar o céu, mudar a Terra, queimar tudo, vai mudar tudo...


...aguardando, e apressando-vos para a vinda do dia de DEUS. Por que dia de DEUS? Quem vem? É o PAI ou FILHO? É ELE, o próprio DEUS que vem, porque JESUS é DEUS, não são dois...


...em que os céus, em fogo se desfarão, e os elementos ardendo, se fundirão? Pedro está claramente dizendo, sem confusão que a vinda DELE é sem parte A ou B, sem má interpretação de textos descolados, ou descontextualizados para colaborar com alguma ideia, pior ainda, com a ideia do Francisco Ribera.


Mas, nós segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova Terra, em habita a justiça. A promessa da Sua vinda e com implementação do Seu Reino com novos céus e Nova Terra. É isso que ELE traz. Onde definitivamente não habitará dor, sofrimento, a injustiça, a impiedade, mas, sim no Seu Reino teremos justiça.


JESUS não vem para buscar a Igreja. ELE vem para as Bodas, para a implementação do Seu Reino.



I CORINTIOS 15.23-26


Depois virá o fim, quando tiver entregado o reino a DEUS, ao Pai, e quando houver aniquilado todo o império, e toda a potestade e força. ELE vai proteger o Seu povo quando ele estiver sitiado, logo depois do Armagedom no Vale de Megido, quando Seu povo e Jerusalém estiverem cercados, quando o reino do norte, Rússia, China, Síria, Irã, estiverem prontos para destruir Israel.


O SENHOR vem e destrói a Besta, o falso profeta, destrói todos os impérios do mundo, todos os braços de poder, destrói tudo, potestades e forças do mundo.


Paulo está dizendo profundamente sobre ressurreição, e não de arrebatamento, nada a ver com rapto secreto ou volta arte A e B.


“ELE vai entregar o Reino a DEUS, ao PAI”, esta se referindo as manifestações de tempos.


Ora, o último inimigo que há de ser aniquilado é a morte. Então quando os mortos ressuscitarem primeiro, e essa é a Grande Revelação que teve Paulo e compartilhou conosco. Que hoje entende essa ressurreição como arrebatamento, segundo ele após a derrota da morte que é a ultima. Aí, sim teremos a ressurreição dos mortos. E porque a derrota da morte? Porque os mortos ressuscitarão.


Então não existe aqui, um intervalo de tempo entre uma coisa e outra; não tem. O que você tem aqui posto é o entendimento de que a Sua Vinda acontece sequencialmente.


Vale lembrar que os judeus não o receberam e o mataram direta ou indiretamente pela conivência. Eles imaginavam pelas profecias, que ELE os livrariam dos romanos, dos impérios do mundo. Imaginavam que ELE reconstruiria o Templo e voltaria os sacrifícios, com ELE implementando seu Reino como Rei dos judeus, e no fim não aconteceu nada, tudo continuou igual. ELE veio a primeira vez cumpriu o seu ministério Intertestamentário, Transitório, o ‘Tetelestai’, com a consumação de seu exercício ‘Hebreus 9’. E agora em ESPÍRITO está conosco, e volta para implementar o Seu Sábado, o Seu Milênio, um dia por mil anos, como disse Pedro. E agora sim, no seu Reino, Paz dos pais aos filhos, dos filhos aos pais.


Não adianta ter as Escrituras e interpretá-la de forma errada e viver de dogmas. O sistema religioso não tem discernimento, nem cultura para se livrar desse ninho de erros e equívocos, e eles dizem: “vamos manter assim, agora não dá mais para mudar”. O que vai acontecer é que as pessoas como eu AKEL e tantos outros que o SENHOR tem levantado na internet vão divulgar, o que o sistema não quer divulgar. Eles querem o povo leigo, mas, nós queremos o povo sábio. Porque o SENHOR quer assim...



HEBREUS 9.27-28


Assim também CRISTO, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação. “Aparecerá” não tem nada escondido secreto, terceira vez, parte A ou B, vem para Igreja, depois para Israel... É uma bagunça o que eles fazem.... Sua vinda vem trazendo Juízo, para perdição ou salvação.



JUDAS 1.14, 15


Eis que é vindo o SENHOR com milhares de seus santos; Infelizmente 70% pra mais dos evangélicos acreditam em pré-tribulacionismo. Nesse texto existe mais um erro de tradução da ICAR de propósito. A maioria das bíblias trazem somente a palavra “santos” no final do versículo quatorze, mas no original é “santos anjos”. Eles fizeram isso para favorecer a tese que criaram para confundir os cristãos.


Deturparam as bíblias, os jesuítas que fabricam bíblias, que são donos de sociedades bíblicas, jesuítas do papa Francisco. As bíblias protestantes são fabricadas por eles, e foram feitas para confundir as pessoas.


Como se já não bastasse Lutero ter dito que todo mundo pode interpretar a bíblia. Vem o sistema religioso de Constantino, de Ribera, de Lutero... E querem implementar a filosofia da hermenêutica, da homilética, da teologia, da exegese dentro da Igreja. Hoje, todas denominações fazem teologia e fazem inclusive com pastores e padres envolvidos nessas sociedades e comprometidos com essas mesmas visões jesuítas...



LUCAS 9.26


Porque, qualquer que de mim e das minhas palavras se envergonhar, dele se envergonhará o FILHO do homem, quando vier na sua glória, e na do PAI e dos santos anjos.


Você acha que Judas iria citar, reproduzir o que JESUS O Mestre O DEUS em carne falou, sobre sua própria vinda? ELE vem com os santos anjos, e de repente ele cita só os santos, e não cita anjos. E para comprovar que tudo isso não passa de um acréscimo para confundir as pessoas, além de tudo que foi ensinado nesse estudo, é só comparar com várias traduções que existem. É triste e lamentável o que o sistema faz com o povo...


Ainda bem que o SENHOR nos trouxe para fora do sistema. Esse também é um arrebatamento, saindo do sistema, arrebatamento para fora...


Os sinceros sairão dos templos.


Sairão, chegarão e acharão pastagens, porque o SENHOR é o nosso guia, o nosso Pastor, o Bispo das nossas almas. ELE através dos dons, vai orientar essas pessoas...


Nem eu nem você sabemos o que vem por aí.


Ninguém entendeu ainda o que estamos fazendo. Aonde esse trabalho EQUI levará ou chegará, os anos e os meses próximos, mostrarão onde estamos inseridos e o que o SENHOR está fazendo, verdadeiramente não estamos dando conta, não estamos, mas, nós vamos entender...


Eu imagino que nós vamos prantear, chorar muito de alegria, quando entendermos o que o SENHOR fez conosco...



© 2020, by AKEL, fundador da Filosofia EX, since 2012.