Buscar

#88º de 777 ✅ (II) TRILOGIA ✡ MICRO APOCALIPSE & MACRO APOCALIPSE

Atualizado: 14 de Jul de 2018


MATEUS 24 é deturpado pelas pessoas, e temos como paralelo Lucas 21, Daniel 9, Marcos 13, Apocalipse...


LUCAS 21.20

Mas, quando virdes Jerusalém cercada de exércitos, sabei então que é chegada a sua desolação.


Está falando exatamente do General Tito Domiciano de 70 d.C, das 70ª Semanas do Profeta Daniel, faltando cumprir apenas a última semana...




LUCAS 21.24

E cairão ao fio da espada, e para todas as nações serão levados cativos; e Jerusalém será pisada pelos gentios, até que os tempos dos gentios se completem.


No mesmo contexto, diz que tudo isso aconteceria até parte B, que os tempos dos gentios se completasse, ou melhor tudo isso aconteceria e depois vem esse tempo dos gentios pisando Jerusalém, e é esse tempo que eu tenho vaticinado conforme “Oséias 6.2”. Uma obra semi concluída de dois dias e uma obra perfeita, completa, plena, no terceiro dia.


Temos então com base em ‘DANIEL 9’

62ª semanas – já se cumpriram / 69ª semanas – onde estamos / 70ª semanas – falta acontecer.


PROVÉRBIOS 25:2

A glória de Deus está nas coisas encobertas; mas a honra dos reis, está em descobri-las.


Por que “coisas encobertas”? É o mesmo que “enigmas” e “mistérios”? O que significa Apocalipse? Revelações. Só que Apocalipse tem mais enigmas, que revelações... Por que é no decorrer do tempo que as coisas vão acontecendo, que vamos entender de fato o significado dos enigmas. Mas a honra das autoridades científicas, religiosas, políticas é revelar e desmistificar os enigmas criados por DEUS. Então ELE fala as coisas encobertamente, mas deu o lume, a honra, o poder ao homem, para desvendá-los, e a sua alegria, sua satisfação, é revelar as coisas que o SENHOR encobriu. Essa glória, esse lume é que buscamos; descobrir as coisas que DEUS falou... Em Oséias por exemplo, ELE fala de uma forma em 2 e 3 dias; já em Daniel fala de 70ª semanas; e em Apocalipse fala de 42 meses...


Então se tratando das 70ª semanas de Daniel, 62ª já se cumpriram, estamos na 69ª o que Israel não sabia e nem compreende até hoje, é que nós estamos com o tratamento congelado no EVANGELHO DO REINO. “Evangelho” significa notícia, reportagem, anúncio... REINO fala de Rei, JESUS reinando com os judeus, seus filhos que chegarão por último.


Em ‘Oséias 6’ nós temos o entendimento de que: em DOIS DIAS o SENHOR irá fazer um trabalho semi completo, e no TERCEIRO DIA o trabalho será completo... O trabalho semi completo no segundo dia está se referindo ao “Evangelho da Graça”, e no terceiro dia o trabalho completo é o “Evangelho do Reino”, pleno.


Hoje eu posso afirmar a vocês, que nós temos JESUS imolado ao quarto dia, o quinto dia se refere ao ano 1000, no sexto dia o ano 2000 onde nós estamos vivendo, quase 6 mil anos e entre o sexto e o sétimo dia haverá o tratamento da 70ª semana.



CONTINUANDO MATEUS 24...



VERSÍCULO 3

E, estando assentado no Monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos em particular, dizendo: Dize-nos, quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo?


Eles estavam pedindo um sinal apenas, mas JESUS CRISTO, DEUS em carne deu vários sinais para eles e para nós, para eles criteriosamente, porque foi naquela geração que tudo se cumpriu e para nós ficou apenas como referência.



VERSÍCULO 4

E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane;


Para que ninguém vos engane eu vou dar uma lista de sinais.


Em 'Atos 8-24', um homem como Simão “O Mago” por exemplo, atraia o povo que ansiava pela estabilidade, por um toque do sobrenatural. Além dele ‘Teudas 5:36’, ‘Judas da Galileia 5:37’ e outros. Teudas persuadiu uma grande multidão até a beira do Rio Jordão, declarando que haveria de dividi-lo. Conforme sucederá na História Antiga, mas esse movimento terminou desastrosamente e Teudas foi decapitado.


Josefo nos diz (Ant. B. XX. C 4 E 7) que poucos anos depois disso, no período do reinado de Nero, enquanto Félix era procurador da Judéia, se tornaram tão numerosos os impostores de natureza religiosa, que algum deles era morto quase todos os dias.



VERSÍCULO 5

Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos.


Acontece qualquer fato estranho, as pessoas citam “Mateus 24”. Por isso reafirmo e digo; não banalize esse “Livro de Referências”, essa História, o Nome de DEUS*, pare de achar que tudo é o fim do mundo...



VERSÍCULO 6

E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.


Entendamos que “Princípios de Dores” iremos chamar de “MICRO APOCALIPSE”


“...rumores de guerra...”. As pessoas em geral, quando ouvem que uma nação vai usar ou está usando o seu poder bélico contra outra, já usa essa expressão citando Mateus 24...


Não use essa expressão, não que ela esteja de todo errado, mas como ela remete uma citação que já se cumpriu, então ela está incoerente, e incoerência não é padrão e qualidade, não é acertar o alvo, é descaminho, e todo descaminho é pecado, todo erro é pecado, e errar na interpretação da Escritura é cometer uma heresia...



VERSÍCULO 7

Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares.


“...se levantará nação contra nação...”Do ponto de vista histórico, Alford salienta as três ameaças de guerra contra os judeus, por parte de Calígula, Cláudio e Nero.


Em Cesaréia surgiu uma disputa entre os judeus e os sírios. Concernente ao governo da cidade, o que terminou com a expulsão dos judeus como um todo, e 20.000 deles morreram nesse processo. Isso exasperou a nação inteira da Judéia, e eles invadiram vilas sírias circunvizinhas e incendiaram, pilharam e assassinaram a muitos, os sírios, em revide, mataram a um número ainda maior de judeus. Em Citópolis assassinaram nada menos 13.000, em Ascalon cerca de 2.500, em Ptolemaida cerca de 2.000; e muitos outros foram feitos prisioneiros. Os sírios também mataram muitos judeus e aprisionaram a muitos. E os habitantes de Gádara fizeram a mesma coisa. Em Alexandria, os judeus e os gentios puseram-se a lutar, e mais de 50.000 judeus foram mortos, Damasco conspirou contra a população judaica e foram abatida 10.000 pessoas desarmadas.


Além desses desastres lê-se acerca de violências, matanças, pilhagem e aprisionamentos, até à saciedade, os anais de Tácito mostram-nos como o mundo romano também ficou convulsionado, antes da destruição do trono do império, houve conflitos entre Otão e Vitélio, e Vespasiano.


Tudo isso aconteceu para se cumprir o que JESUS falou sobre aquela geração, naquele tempo...


“...haverá fomes...”. Houve uma fome predita pelo profeta Ágabo (Ver Atos 11.28). E isso é mencionado pelos historiadores Suetônio, Tácito e Eusébio. Ocorreu nos dias do Imperador Cláudio César e foi tão severa em Jerusalém que muitos morreram de inanição, por falta absoluta de alimentos.


“...e pestes...”. Em Roma, em 65 d.C, Suetônio (Nero 39) nos diz como também disse Tácito (Anais, XVI. 13). Que uma peste varreu a cidade de Roma, e que numa única estação de outono morreram 30.000 pessoas.


Adulteração Posterior: O termo “pestes” foi encontrado nos manuscritos posteriores, mas não nas traduções siríacas e latinas.


“...e terremotos, em vários lugares.”


- Houve um grande terremoto em Creta, em 46 ou 47 d.C

- Em Roma houve outro terremoto, no dia em que Nero assumiu a Toga Virilís, em 51 d.C

- Houve outro terremoto na Frigia, mencionado por Tácito (Anais XII. 58).

- Também outros diversos terremotos em campanha e em Laodicéia.

- Um severo terremoto sacudiu Jerusalém em cerca de 67 d.C, que ficou registrado por Josefo (Guerras, IV. 4,5).


Em paralelo, Lucas acrescenta outros sinais “...grandes sinais no céu..” ‘Lucas 21.11’



A SEPTUAGÉSIMA SEMANA DO LIVRO DE DANIEL

“DANIEL 9. 24”


Essa semana ainda não aconteceu, irá acontecer na GRANDE TRIBULAÇÃO.


O povo nutria a esperança de que JESUS seria a resposta que viria libertá-los, dos odiados dominadores romanos, porque as passagens dos Profetas diziam, que ELE ia sentar no Templo e trazer paz. Porém JESUS morreu como o inimigo do Estado e os próprios judeus forçaram essa execução.


Quando os romanos compreenderam que só a Força Armada poderia restaurar a ordem na Palestina, no conflito armado em cerca de 66 d.C, que teve como líder o General Tito, que depois se tornou imperador e era filho do Imperador Vespasiano, ele até quis poupar o Templo e baixava ordens para que o mesmo não fosse destruído, porém foram ignoradas pelas enraivecidas tropas romanas, três torres apenas ficaram de pé, e uma delas ainda permanece chamada “Fasael”, tendo sido incorporada à “Torre de Davi”...


Em 77d.C, Tito substitui o seu pai no trono do império romano, foi durante o primeiro ano de seu reinado que o Monte Vesúvio entrou em erupção destruindo as cidades de Pompéia e Herculano. Diz que Drúsila pereceu nessa catástrofe.


O Imperador Constantino (272-337d.C). Fez de Jerusalém um santuário cristão, e restaurou o seu nome antigo. Sua mãe Helena assinalou muitos dos supostos templos e monumentos. A chamada “Igreja do Santo Sepulcro” foi erigida para marcar o local do túmulo de CRISTO, mas sem dúvida a identificação do lugar está equivocada. Como também muitos outros lugares assinalados por Helena.




INÍCIO DAS 69ª SEMANAS


NEEMIAS 2.1

Sucedeu, pois, no mês de Nisã, no ano vigésimo do rei Artaxerxes, que estava posto vinho diante dele, e eu peguei o vinho e o dei ao rei; porém eu nunca estivera triste diante dele.


Nesse período começa Março de 445 a.C, 7 semanas = 49 anos, é o período de reconstrução do Templo de Jerusalém.



DANIEL 9:25

Sabe e entende: desde a saída da ordem para restaurar, e para edificar a Jerusalém, até ao Messias, o Príncipe, haverá sete semanas, e sessenta e duas semanas; as ruas e o muro se reedificarão, mas em tempos angustiosos.


Calculando o final das 69ª semanas:

- Março de 445 a.C + 476 anos (32 d.C)

- Data que JESUS entra em Jerusalém e é aclamado como Rei ‘Lucas 19.28-42’

- Crucificação de JESUS CRISTO (final da 69ª semana)


Então está faltando a 70ª semana (a última quantidade de dias da 70ª semana. 7 x 360 = 2.520 dias divididos em dois períodos de 1.260 dias ou 42 meses).


Todos esses textos citados acima estão se complementando...




APOCALIPSE 11:2,3

E deixa o átrio que está fora do templo, e não o meças; porque foi dado às nações, e pisarão a cidade santa por quarenta e dois meses. E darei poder às minhas duas testemunhas, e profetizarão por mil duzentos e sessenta dias, vestidas de saco.


Este período de 434 anos vai de 396 a.C até 33 d.C, morte de JESUS e a destruição de Jerusalém pelos romanos no ano 70 d.C.




CONSUMAÇÃO DO SÉCULO


O termo “Consumação do Século” que foi utilizado em ‘Lucas 21’, e em ‘Romanos’ pelo Apóstolo Paulo, era uma expressão familiar no tempo de JESUS e os rabinos a usavam para referir-se aquela época, a geração corrente, antes do estabelecimento do Reino do Messias.


“Século” é uma expressão, que hora significa domo, sistema desse mundo; hora significa a dimensão de tempo desde Adão...


Então todos os sinais relatados nesse grau aconteceram como sinal naquela geração, para avisar que estava chegando a hora da destruição de Jerusalém...



Continua no próximo grau....



Vídeo Complementar:

*PARE DE FALAR SOBRE DEUS



© 2020, by AKEL, fundador da Filosofia EX, since 2012.