Buscar

#56º de 777 ✅ A ALMA perto do CORPO até 72H DEPOIS da MORTE

Atualizado: 14 de Jul de 2018


Já abordei muitas vezes o tema “Experiências de Quase Morte (EQM)”.


Cientistas estão muito perto de descobrirem de fato o que existe e acontece depois da morte, que nós pela fé e através do Livro dos Heróis da Fé já sabemos.


Recentemente (2017) mais uma vez um caso de um paciente que apresentou atividade cerebral por mais de 10 minutos depois de ter sido declarado oficialmente morto, o fato ocorreu no Canadá. Os médicos descreveram as diferenças entre a atividade cerebral de quatro pacientes internados em uma UTI, um pouco antes e logo depois de sua morte clínica ser declarada. Eles também constataram que a experiência da morte é única para cada indivíduo.(Assista o vídeo do tema e saiba mais sobre esta incrível experiência).


COMO OS JUDEUS SEMPRE ENTENDERAM A MORTE?


Para os ortodoxos, a noção de “vida após a morte” é uma declaração da crença na Vinda do Messias, que ressuscitará fisicamente os mortos. Já para os judeus liberais a ideia é mais figurativa, onde acreditam tanto na existência da “Terra dos Vivos” como na existência da “Terra dos Mortos”. A ponte entre elas é o amor.


A ‘Torá’ diz: “E O TODO PODEROSO formou o homem do pó da terra e soprou em suas narinas a alma da vida”. Neste versículo o ‘Zôhar’ declara que aquele que sopra, dentro de si mesmo indicando que a alma (aqui refuto, pois a alma é a consciência eterna, mas o espírito apenas canal de comunicação “emprestado” à criatura) é na verdade parte da essência de DEUS. Como Sua essência é completamente espiritual, e não física, é impossível que a alma possa morrer. Esta é a ideia que o Rei Salomão queria transmitir quando escreveu: “o pó retornará ao solo como antes, e o espírito retornará a DEUS que o concedeu.” (Cohêlet 12.17)


Na morte, a alma e o corpo que formavam uma entidade se separam. O corpo é enterrado e volta à matéria perdendo toda sua conexão com a vitalidade. Já a alma é eterna, e se transfere deste mundo para o próximo, um mundo totalmente espiritual. Essa transferência se dá por etapas: enquanto o corpo passa por um processo lento de decomposição essencial para a separação gradual entre corpo e alma; a alma passa por vários estágios se desligando gradualmente deste mundo. Agora, você entende porque a ICAR criou as missas de 7º dia, 1 mês, 1 ano... É mais um sincretismo para agradar outras crenças e manter seu poder...


GRANDE REVELAÇÃO


Voltando a falar sobre as 72 horas depois da morte...


Até hoje tem cristãos com medo de serem cremados, pois a Bíblia Sagrada e Mística diz "Do pó viemos, ao pó tornaremos".


No mundo ocidental, por volta do século X a.C os gregos já queimavam em fogo aberto corpos dos soldados mortos na guerra e enviavam as cinzas para sua terra natal. Apesar desse histórico, a cremação foi considerada ilegal em várias épocas principalmente por motivos religiosos. Por este erro do sistema religioso, alguns do judaísmo são contra a cremação, por acreditarem que o corpo não pode ser destruído, pois a alma se separa dele lentamente durante a decomposição. Já o sistema religioso espírita pedem que o cadáver não seja incinerado antes de 72 horas, pois segundo eles, esse é o tempo necessário para a alma desvincular do corpo.


Essa crença espírita tem origem no próprio judaísmo, onde acreditava-se que a alma pode ficar perto do corpo ‘cadáver’, até no máximo 72 horas.


E isto está correto, o que não está certo é que o espírito pode ficar vagueando pela Terra...


Até no máximo 72 horas a alma vai ao encontro de seu castigo, iniciando o processo de depuração ou indo para o descanso do Paraíso, no Terceiro Céu até o Dia da Volta do SALVADOR.


Primeiro vamos entender os ‘Costumes Funerários Judaicos’: os judeus levavam seus mortos a sepultura sem o esquife, isto é, sem um caixão como fazemos aqui no Ocidente. Os mortos eram enrolados em um lençol. Sempre existiu um ritual de sepultamento, onde o corpo era lavado ungido com perfumes e aromas, envolvidos em lençóis de linho e finalmente colocado em um nicho escavado na rocha ou grutas, que eram abundantes na região. Inclusive, a cabeça do defunto era coberta com um lenço.


Os judeus sempre creram na possibilidade da ressurreição independente da conservação do defunto. Esta maneira de pensar judaica fazia com que não houvesse um desespero acentuado pela morte de um ente querido.


Os túmulos de pessoas de posse tinham além da pedra redonda na entrada, uma sala onde as pessoas podiam permanecer, para orar, cantar salmos, levar ofertas, acender lamparinas de óleo e depositar perfume.


Misticismo e ritualismo perpetuado hoje entre os cristãos e pagãos. É vão, mas deve-se respeitar; é importante que você que faz parte da FILOSOFIA EX, respeite os rituais e misticismos das pessoas, falando a verdade apenas no MOMENTO PROPÍCIO. Sempre aconselho a irem em funerais, velórios e hospitais, são oportunidades de amar servir e plantar a semente do Evangelho da Graça.



Morrer é TERRÍVEL ou é uma transição de PAZ?


‘FILIPENSES 1. 21-23’


O salvo dorme, descansa em sono profundo até O Grande Dia. O perdido inicia seu processo de depuração da CONSCIÊNCIA. Falar isso para evangélicos é um absurdo!


E deste entendimento do livro de Macabeus, que o paganismo católico criou o encomenda mento de corpos e a oração pelos mortos. Nos mórmons é possível se batizar pelos mortos.


A salvação depois da morte continua sendo individual, a CONSCIÊNCIA de cada um é única, ninguém pode e nem poderá fazer NADA por outra pessoa. Estando vivos temos obras, ações e dons, podemos servir, aconselhar, exortar, pregar e ensinar. Depois de mortos é nós, DEUS e nossas consciências...


O próprio SISTEMA RELIGIOSO ASSUME isso dizendo que o INFERNO é o lugar que mais existe e existirá ORAÇÕES, REZAS E CLAMORES.


Salvos querem estar com CRISTO e não no INFERNO da CONSCIÊNCIA. Por acaso você gostaria de morrer queimado? Essa é uma bruta comparação, mas verdadeira. O sofrimento da CONSCIÊNCIA será tanto quanto, igual e mais pujante que o poder destruidor de um fogo.


Não existe reencarnação, nem tão pouco elevação da consciência: “E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo depois disto, o juízo.” ‘Hebreus 9.27’.


‘Lucas 16.22,23’

Veja, o juízo ainda vem depois do tormento. O Rico está ‘queimando’ metaforicamente, até o Dia do Juízo. Já o pobre Lázaro está no Seio de Abraão para todo o sempre... Nenhum deles se encontram dormindo. Todos estão acordados e conscientes. A expressão ‘dormindo’ para os salvos é sinônimo de descanso, como que dormindo um sono profundo... Essa expressão também está relacionada ao corpo da Terra. Todas às vezes que a Escritura falar em sono, lugar de silêncio, está referindo ao corpo da Terra. Veja alguns casos: ‘Eclesiastes 9.5-10’; ‘Salmo 6.5’; ‘Salmo 30.9’; ‘João 11. 11-14’. Paulo diz que os mortos em CRISTO dormem ‘I Tessalonicenses 4.13’ no sentido de DESCANSAR.


Mais uma vez refuto os que traduzem e interpretam errado as Escrituras acreditando que só existe o SONO, da ALMA, quem dorme é o CORPO, não a ALMA. Os salvos apenas tem sua ALMA DORMINDO, mas no sentido de DESCANSAR.



POR FIM COMO É A MORTE?


Ao contrário do que diz o clichê, ninguém “cai duro no chão” ao morrer. Com a morte o sistema nervoso não libera mais os neurotransmissores que contraem os músculos, o cadáver fica totalmente flácido. Em cinco minutos o corpo deixa de responder a estímulos externos. Não há mais respiração, nem batimentos cardíacos. Após uma hora o sangue para... Primeiro, coagula o conteúdo das veias por onde o sangue corria mais lentamente... O líquido das artérias segue a gravidade e fica perto do chão, onde a pele fica azulada... Em duas horas sem circulação não há mais metabolismo, e sem metabolismo não há calor... O corpo, que estava a 36,5ºC começa a se resfriar, 1°C por hora até entrar em equilíbrio com o ambiente... (Assista o vídeo do tema para saber o que ocorre com o corpo humano em um período de 7 dias após a morte)


Não espere a morte para DESMATERIALIZAR!


A qualquer momento pode ser eu ou você.

Você está preparado? Com a consciência em paz?



© 2020, by AKEL, fundador da Filosofia EX, since 2012.